- Estúdio Gastronômico

Estúdio Gastronômico

Uma sorveteria cheia de significado

Donos da Frida & Mina largaram tudo para produzirem o que é hoje um dos melhores sorvetes de São Paulo

Leandra Lima - Publicado em 07/03/2017, às 15h55

A CASA ONDE FICA A SORVETERIA Frida & Mina, numa esquina do bairro de Pinheiros, em São Paulo, tem fachada cor de abóbora, adornada com um grafite de traços delicados. No interior dela, o ambiente charmoso e amigavelmente moderninho tem cheiro de baunilha. O aroma vem das fornadas de casquinhas feitas na hora, para receber sorvetes absolutamente artesanais (sem estabilizantes ou conservantes) com pouco açúcar, em sabores que vão do mais cítrico e fresco ao mais intenso, como o caramelo com flor de sal. Há ainda opções herbais, a exemplo da erva cidreira, e misturas criativas, como o morango com vinagre balsâmico.

A fórmula deu tão certo que, desde que abriu, há três anos, o lugar não para de ganhar prêmios – e admiradores. Não só pelo produto que vende ali, mas porque é a versão doce de uma filosofia que prioriza um sentido mais orgânico e sustentável da vida – o Manifesto Frida & Mina, exibido numa das paredes da casa, diz muito sobre esse pensamento. A sorveteria, afinal, é fruto de um processo pessoal pelo qual o casal Fernanda Bastos e Thomas Zander, 37 e 38 anos, passaram por um longo tempo.

Rewind. Ela é formada em relações Públicas; ele é publicitário. Ambos são jovens, têm a cabeça cheia de ideias e referências; ambos buscam seu espaço no mundo; ambos estão... insatisfeitos. “Quanto mais o tempo passava, mais via que não fazia sentido ter uma ótima ideia para vender um... banco!”, lembra Thomas.

Fernanda, envolvida com ONGs, também não encontra motivação no que faz. Em busca de sentido para a vida profissional, os dois se mudam para Paris. Em dois anos por lá, a paixão em comum pela comida começa a extrapolar o hábito de apenas frequentar bons lugares. E surge a ideia: por que não abrir um negócio de comida, no Brasil?

 

“Pensar na qualidade do que alimentamos nossa filha naturalmente nos faz determinar que ingredientes usar em nossos sorvetes”, Fernanda Bastos.

 

Quando criança, Thomas brincava na cozinha, enquanto o pai preparava delícias no fogão. Tinha tudo para seguir entre as panelas até que optou por por uma carreira “mais segura”. Anos mais tarde, a ideia de abrir um restaurante ainda parecia ousada demais.

“É muita responsabilidade para um casal sem experiência em administrar um negócio tão complexo”, defende Fernanda. Daí surge o insight de investir em sorvetes. Não sem antes fazer cursos profissionalizantes e muitas pesquisas do que se faz na França e, principalmente, nos Estados Unidos – para onde vão frequentemente em busca de inspiração. “Os americanos estão muito à frente quando falamos de sorvetes preparados artesanalmente”, avalia Fernanda.


Para deixar a nova fase ainda mais emocionante, nasce a Leila, a pequena do casal. Hora de investir na qualidade de vida da família e em tempo para cuidar da filha. Sem abandonar os clientes, como se uma coisa estivesse ligada na outra. “Pensar na qualidade do que alimentamos nossa filha naturalmente nos faz determinar que ingredientes usar em nossos sorvetes”, reflete Fernanda.

 
 
Veja a receita do sorvete de morango com vinagre balsâmico da Frida & Mina.
 
 
Veja a receita da casquinha de sorvete da Frida & Mina.
 
 


Frida & Mina

Rua Artur de Azevedo, 1147, Pinheiros, São Paulo – SP. 
Tel.: (11) 2579-1444.
 

*Esta matéria foi publicada originalmente na edição #2 da revista Sabor.Club. Acesse www.sabor.club/assine